balde branco

Juiz de Fora, em Minas Gerais, sedia uma unidade de pesquisa da Embrapa, que contribuiu para que, no leite e derivados, o País deixasse de ser o quinto maior importador para ser o quinto maior produtor do mundo. Quando esta unidade de pesquisa completou 30 anos, em 2006, eu era o seu principal dirigente e, nesta condição, convidei o ex-presidente Itamar Franco, que era de Juiz de Fora, para fazer uma palestra. Com este evento começamos as comemorações de aniversário, que cobriram um ano, sempre com eventos técnicos.

A escolha de Itamar tinha um motivo. Em seu governo, a sede da Embrapa Gado de Leite, que antes era no município de Coronel Pacheco-MG, foi transferida para o campus da Universidade Federal de Juiz de Fora, criando um ambiente muito propício de integração com alunos e professores. Este ano completamos 40 anos e o convidado para fazer a abertura das comemorações de aniversário foi o CEO da Qranio. Você o conhece?

O jovem juiz-forano, Samir Iásbeck, está sempre nas páginas da Folha de São Paulo, do Estadão, O Globo e Valor Econômico. Ele foi escolhido o Empreendedor do Ano pela Microsoft, em 2013. Em 2015, recebeu o prêmio Aplicativo do Ano – América Latina do Facebook e o prêmio de especialista em produto estratégico do Google. Sua empresa, que tem apenas três aninhos, saiu de valor zero para valer hoje R$ 20 milhões.

Estes aplicativos que usamos a todo momento nos nossos celulares existem apenas há sete anos. Parece mentira, não? Eu tenho a impressão de que já nasci usando o what’s app ou fazendo transações bancárias pelo celular, de tanto que estão incorporados à nossa vida. Pois, o Samir é desses jovens que resolveu criar uma empresa de aplicativos. Uma startup. A sua trajetória rápida rumo ao sucesso permite tirar sete lições, aplicáveis em qualquer negócio, inclusive no do leite.

Confira a coluna completa na edição de maio de Balde Branco

Abrir bate-papo
1
Escanear o código
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?