balde branco

Brasil foi reconhecido pela OIE-Organização Mundial de Saúde Animal, por unanimidade, como país livre da pleuropneumonia contagiosa bovina. De acordo com a certificação, a concessão reflete a transparência e a qualidade do serviço veterinário do País.

“A declaração da OIE agiliza a negociação de acordos sanitários com outros países e, consequentemente, a abertura de mercados”, diz o secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Luis Rangel.

A pleuropneumonia contagiosa bovina é uma doença de bovinos e búfalos causada por bactéria. Ataca os pulmões e a membrana (pleura) que reveste o tórax. Por ser altamente contagiosa, com taxa de mortalidade de até 50%, causa altas perdas econômicas. Para reduzir a infecção, existe vacinação com um tipo atenuado da bactéria.

Segundo Rangel, o próximo passo será declarar o Brasil como país livre da aftosa com vacinação, o que deverá ocorrer em maio de 2018. O secretário disse também que o Brasil já apresentou sua estratégia para retirada gradual da vacinação contra a aftosa. “O plano foi elaborado com a participação de todos os setores da produção envolvidos,
com muita segurança”, garante.

Abrir bate-papo
1
Escanear o código
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?