Cartas - Digital Balde Branco

CAR­TAS

PRO­DU­TO­RAS DE LEI­TE
QUE já esti­ve­ram nas
pági­nas da bal­de branco

1. Dani­e­la Leão, Faz. Gari­pu, em Igua­ta­ma-MG; 2. Ana­cley P. Bus­ta­man­te Abreu, Faz. da Pedra, Cris­ti­na-MG; 3. Mag­nó­lia Mar­tins da Sil­va e sua filha Dani­e­la, Faz. Vali­nhos, Mon­te Ale­gre do Sul-MG; 4. Maria Rosi­ne­te Effing, Caba­nha Guinther, Bra­ço do Nor­te-SC; 5. Dia­na Jank, Faz. Agrindus/Letti, Des­cal­va­do-SP; 6. Ana Scar­pa Nilo, Sítio Pou­sa­da do Sol, Ita­nhan­du-MG; 7. Aliny Fer­rei­ra Spi­ti, Sítio Boa Espe­ran­ça, em Ivai­po­rã-PR; 8. Tere­sa Cris­ti­na Ven­dra­mi­ni, pre­si­den­ta da SBR; 9. Micha­e­la Demé­trio, Sítio Rio Negro, Gua­ra­mi­ran­ga-CE; 10. Rober­ta Züge, con­sul­to­ra; 11. Anna P. Scar­pa Pin­to, Faz. Bom Reti­ro, Pou­so Alto-MG; 12. Taís Jank, Faz. Agrindus/Letti, Des­cal­va­do-SP; 13. Maria Bea­triz Dot­ta e Sil­va, Faz. Recreio, São Car­los-SP; 14. Mari­e­le Sotc­kler, Sitio S. Sebas­tião, Cas­tro-PR; 15.Ivana, Sítio Cór­re­go do Cur­ral, em Ara­xá-MG; 16. Nati­e­li Sch­le­der, Faz. Sche­le­der, em Cho­pin zinho-RS; 17. Patri­zia Alber­ti, Faz. Ter­ra Lím­pi­da, Cás­sia dos Coquei­ros-SP; 18. Aman­da Neri de Sou­za, médi­ca vete­ri­ná­ria /Educampo/Sebrae, em Car­mo de Paranaíba-MG.

QUAIS PER­CEN­TU­AIS DE POL­PA CÍTRI­CA E DE MILHO PODEM SER ADI­CI­O­NA­DOS À SILA­GEM DO CAPIM-ELE­FAN­TE? PODE-SE ADI­CI­O­NAR OUTRO PRODUTO? Valen­tin San­tos, por e‑mail
A adi­ção de pol­pa cítri­ca ou de fubá de milho à ensi­la­gem de capim-ele­fan­te é limi­ta­da por ques­tões econô­mi­cas, adi­ci­o­nan­do-se, geral­men­te, 10%. Segun­do infor­ma­ções téc­ni­cas da Embra­pa Gado de Lei­te, pode-se adi­ci­o­nar qual­quer outro pro­du­to que absor­va a umi­da­de do capim e que seja bem acei­to pelos ani­mais. Entre­tan­to, é proi­bi­do usar a cama de frango.
QUAIS SÃO AS VAN­TA­GENS DA ADI­ÇÃO DE SAL COMUM À SILAGEM? Hugo Cor­rea, por e‑mail
A prin­ci­pal van­ta­gem é melho­rar a acei­ta­bi­li­da­de das sila­gens pelos ani­mais, prin­ci­pal­men­te aque­las de con­su­mo mais bai­xo. Alguns pro­du­to­res dizem que o sal dimi­nui as per­das por fer­men­ta­ções inde­se­já­veis, mas téc­ni­cos da Embra­pa Gado de Lei­te ques­ti­o­nam essa infor­ma­ção e não exis­tem pes­qui­sas sobre o assun­to. Ao adi­ci­o­nar sal, have­rá mai­or con­su­mo de sódio e clo­ro pelos ani­mais, o que não é van­ta­gem, já que esses mine­rais são supri­dos por outros ingre­di­en­tes pre­sen­tes na dieta.
Rolar para cima