Central apresenta sistema Cross Ventilation - Digital Balde Branco

Visi­tas ás fazen­das São Jor­ge e Colo­ra­do por um gru­po de pro­du­to­res ser­viu para apre­sen­tar sis­te­ma de pro­du­ção pou­co uti­li­za­do no país 

A cen­tral CRI Gené­ti­ca rea­li­zou no mês de mar­ço um tour com pro­du­to­res de lei­te pelas fazen­das São Jor­ge, em São Pedro-SP e Colo­ra­do, na cida­de de Ara­ras-SP. O obje­ti­vo da ini­ci­a­ti­va foi pro­mo­ver o inter­câm­bio de conhe­ci­men­to e ser­vi­ços entre os par­ti­ci­pan­tes, conhe­cen­do as estru­tu­ras das pro­pri­e­da­des e o sis­te­ma Cross Ven­ti­la­ti­on, que ain­da é novi­da­de no Brasil.

O pro­du­tor Jor­ge Gon­za­lez acom­pa­nhou o gru­po em um tour pelas ins­ta­la­ções da fazen­da São Jor­ge, expli­can­do todo o desen­vol­vi­men­to da estru­tu­ra, o ganho em ambi­ên­cia e na pro­du­ção de lei­te com o sis­te­ma Cross Ven­ti­la­ti­on, que con­tro­la a tem­pe­ra­tu­ra, pro­por­ci­o­nan­do bem-estar ani­mal e as con­di­ções ide­ais para a pro­du­ção de lei­te. A fazen­da tem mais de 25 anos de sele­ção e con­ta com um reba­nho 100% Holan­dês, ten­do cer­ca de 380 vacas con­fi­na­das em free-stall no refe­ri­do sis­te­ma, carac­te­ri­za­do por gal­pão cober­to com cama de areia para cada animal.

O gru­po per­cor­reu tam­bém as ins­ta­la­ções da fazen­da Colo­ra­do, mai­or pro­du­to­ra de lei­te do Bra­sil com a mar­ca Xandô, que em 2016 bateu recor­de de pro­du­ção, com 74 mil litros de lei­te por dia. As 1798 vacas Holan­de­sas da pro­pri­e­da­de tam­bém estão alo­ja­das em gal­pões que pos­su­em o sis­te­ma Cross Ven­ti­la­ti­on.

Bru­no Scar­pa Nilo, geren­te de pro­du­to lei­te, expli­ca que a ideia de jun­tar cli­en­tes de dife­ren­tes regiões sur­giu da deman­da dos pró­pri­os pro­du­to­res em conhe­cer in loco pro­je­tos de Cross Ven­ti­la­ti­on. “Ver isso no dia a dia, com dois pro­je­tos dis­tin­tos, per­mi­tiu visu­a­li­zar que é pos­sí­vel tra­ba­lhar esse tipo de pro­je­to em peque­na e em gran­de esca­la”, diz ele.

Rolar para cima