Chuvas reduzem a produção de leite na Argentina - Digital Balde Branco

As inun­da­ções na Argen­ti­na no mês pas­sa­do, prin­ci­pal­men­te na zona cen­tro-oes­te de San­ta Fé, deve­rão redu­zir a pro­du­ção de lei­te em até 20%, já que os pro­du­to­res fica­ram sem reser­vas, sem silos de milho e sem pas­ta­gens para ali­men­tar seu gado. Com isso, a que­bra esti­ma­da no perío­do de chu­vas foi de 2 milhões de litros diá­ri­os, segun­do a CRA-Con­fe­de­ra­ções Rurais Argentinas.

O pre­si­den­te da enti­da­de, Jor­ge Che­mes, dis­se que o setor vive uma situ­a­ção de incer­te­za, em que ain­da não é pos­sí­vel ava­li­ar os danos. “A pri­mei­ra saí­da é espe­rar que as coi­sas se nor­ma­li­zem. Mas, ao mes­mo tem­po, neces­si­ta­mos de finan­ci­a­men­to de manei­ra urgen­te em mui­to lon­go pra­zo e sem juros, já que os pro­du­to­res não estão poden­do pro­du­zir”, acrescentou.

Rolar para cima