Conseleites indicam o valor de referência do litro de leite - Digital Balde Branco

ECONOMIA

Conseleites indicam o valor de referência do litro de leite 

A seguir, as publi­ca­ções do valor de refe­rên­cia do litro de lei­te entre­gue em outu­bro de 2021, para ser pago em novem­bro de 2021, divul­ga­das pelos Con­se­lei­tes, por meio de suas asses­so­ri­as de imprensa:

 Con­se­lei­te-RS  O valor de refe­rên­cia do lei­te pro­je­ta­do para outu­bro no Rio Gran­de do Sul é de R$ 1,6463, 4% abai­xo do con­so­li­da­do de setem­bro (R$ 1,7149). A redu­ção, divul­ga­da em reu­nião do Con­se­lei­te em 26/10, refle­te um mer­ca­do de con­su­mo em que o repas­se de pre­ços no vare­jo não acom­pa­nha a ele­va­ção de cus­tos do setor. Segun­do o coor­de­na­dor do Con­se­lei­te, Ale­xan­dre Guer­ra, enquan­to o aumen­to acu­mu­la­do nos cus­tos indus­tri­ais é de 33%, a repo­si­ção do pre­ço do lei­te ao vare­jo foi de ape­nas 12,8% nos últi­mos 12 meses. “É uma con­ta que não fecha”, jus­ti­fi­cou. Cons­ci­en­te de que o setor está entran­do em um momen­to deli­ca­do, o diri­gen­te infor­mou que, em 2021, a indús­tria vem tra­ba­lhan­do sem mar­gens e que é pre­ci­so repas­sar algo ao varejo.

A Fetag indi­ca que a situ­a­ção dos pro­du­to­res é crí­ti­ca. No com­pa­ra­ti­vo de setem­bro de 2020 com setem­bro de 2021, a ração subiu 26,5%, o die­sel, 65%, e a ureia e os fer­ti­li­zan­tes, 120%. O vice-coor­de­na­dor do Con­se­lei­te, Rodri­go Riz­zo, argu­men­tou que as difi­cul­da­des de ren­ta­bi­li­da­de do setor são enfren­ta­das tan­to por indús­tri­as quan­to por pro­du­to­res. Para ame­ni­zar a situ­a­ção, os pro­du­to­res cla­mam que se bus­quem novos mer­ca­dos, prin­ci­pal­men­te no exte­ri­or, de for­ma a dimi­nuir a depen­dên­cia e a vola­ti­li­da­de que se tem em rela­ção ao mer­ca­do inter­no. “Nos­so foco é tirar a pro­du­ção do País e for­ta­le­cer as cam­pa­nhas de con­su­mo em um momen­to em que, sabi­da­men­te, temos uma difi­cul­da­de de poder aqui­si­ti­vo da popu­la­ção”, fri­sou Riz­zo. A pre­o­cu­pa­ção é com um movi­men­to de desin­ves­ti­men­to no cam­po que resul­te em apli­ca­ção de menos tec­no­lo­gia e, con­se­quen­te­men­te, menor ofer­ta de lei­te nos pró­xi­mos meses.

Segun­do o pro­fes­sor da UPF Mar­co Antô­nio Mon­toya, res­pon­sá­vel pela pes­qui­sa do Con­se­lei­te, o impac­to nega­ti­vo da infla­ção na eco­no­mia é pre­o­cu­pan­te, prin­ci­pal­men­te nos seto­res da pro­du­ção de ali­men­tos. “Isso é uma ques­tão que demo­ra para se resol­ver por­que são cadei­as pro­du­ti­vas.” Ape­sar do cená­rio, ele infor­mou que, na aná­li­se de lon­go pra­zo, o lei­te está valo­ri­za­do. Con­si­de­ran­do a infla­ção do perío­do, o valor médio de refe­rên­cia do lei­te em 2021 está em R$ 1,6332, o mai­or da série his­tó­ri­ca do Conseleite.

 Con­se­lei­te-PR  A dire­to­ria do Con­se­lei­te-PR, reu­ni­da em 26/10, divul­gou os valo­res de refe­rên­cia para a maté­ria-pri­ma lei­te, esti­ma­dos em setem­bro de 2021, e a pro­je­ção dos valo­res de refe­rên­cia para o mês de outu­bro de 2021, cal­cu­la­dos por meto­do­lo­gia defi­ni­da pelo Con­se­lei­te-PR, a par­tir dos pre­ços médi­os e do mix de comer­ci­a­li­za­ção dos deri­va­dos lác­te­os pra­ti­ca­dos pelas empre­sas par­ti­ci­pan­tes. O lei­te padrão teve o valor pro­je­ta­do em R$ 1,8656 (-2,66% sobre o valor de setem­bro). Para o lei­te pas­teu­ri­za­do, o valor pro­je­ta­do para o mês de outu­bro de 2021 é de R$ 3,3716/litro.

Os valo­res de refe­rên­cia indi­ca­dos nes­ta reso­lu­ção para a maté­ria-pri­ma lei­te, deno­mi­na­da “lei­te padrão”, se refe­rem ao lei­te ana­li­sa­do que con­tém 3,5% de gor­du­ra, 3,1% de pro­teí­na, 500 mil célu­las somáticas/ml e 300 mil UFC/ml de con­ta­gem bacteriana. 

Visan­do apoi­ar polí­ti­cas de paga­men­to da maté­ria-pri­ma lei­te con­for­me a qua­li­da­de, o Con­se­lei­te-PR ofe­re­ce um simu­la­dor para o cál­cu­lo de valo­res de refe­rên­cia para o lei­te ana­li­sa­do em fun­ção de seus teo­res de gor­du­ra, pro­teí­na, con­ta­gem de célu­las somá­ti­cas e con­ta­gem bac­te­ri­a­na. O simu­la­dor está dis­po­ní­vel no seguin­te ende­re­ço ele­trô­ni­co: www.conseleitepr.com.br.

 Con­se­lei­te-SC  A dire­to­ria do Con­se­lei­te San­ta Cata­ri­na, reu­ni­da em 28/10, divul­gou os valo­res de refe­rên­cia da maté­ria-pri­ma lei­te para o mês de setem­bro de 2021 e a pro­je­ção dos valo­res de refe­rên­cia para o mês de outu­bro de 2021. Os valo­res divul­ga­dos com­pre­en­dem os pre­ços de refe­rên­cia para o lei­te padrão, bem como o mai­or e menor valor de refe­rên­cia, de acor­do com os parâ­me­tros de ágio e desá­gio em rela­ção ao lei­te padrão, cal­cu­la­dos segun­do meto­do­lo­gia defi­ni­da pelo órgão.

O lei­te padrão entre­gue em outu­bro, a ser pago em novem­bro: I – Lei­te aci­ma do padrão (mai­or valor de refe­rên­cia): R$ 2,1236; II – Lei­te padrão (pre­ço de refe­rên­cia): R$ 1,7265; III – Lei­te abai­xo do padrão (menor valor de refe­rên­cia): R$ 1,5986 (valor, em R$/litro, para o lei­te pos­to pro­pri­e­da­de com Fun­ru­ral incluso). 

O lei­te padrão é aque­le que con­tém entre 3,5% e 3,59% de gor­du­ra, entre 3,11% e 3,15% de pro­teí­na, entre 450 mil e 499 mil célu­las somáticas/ml e 251 mil a 300 mil UFC/ml de con­ta­gem bac­te­ri­a­na e volu­me indi­vi­du­al entre­gue de até 50 litros/dia. O Con­se­lei­te-SC não pre­ci­fi­ca lei­te com qua­li­da­de infe­ri­or ao abai­xo do padrão.

 Con­se­lei­te-MG  A dire­to­ria do Con­se­lei­te Minas Gerais, reu­ni­da em 13/10, de acor­do com meto­do­lo­gia defi­ni­da pelo órgão, que con­si­de­ra os pre­ços médi­os e o mix de comer­ci­a­li­za­ção dos deri­va­dos lác­te­os ado­ta­dos pelas empre­sas par­ti­ci­pan­tes, divul­gou os valo­res de refe­rên­cia pro­je­ta­dos do lei­te padrão mai­or e menor valor de refe­rên­cia para o pro­du­to entre­gue em outubro/2021 a ser pago em novembro/2021: I – Lei­te aci­ma do padrão (mai­or valor de refe­rên­cia): R$ 2,3318; II – Lei­te padrão (pre­ço de refe­rên­cia): R$ 1,8506; III – Lei­te abai­xo do padrão (menor valor de refe­rên­cia): R$ 1,7135 (valo­res, em R$/litro, para o lei­te pos­to pro­pri­e­da­de com 1,5% de Fun­ru­ral incluso). 

Os valo­res de refe­rên­cia indi­ca­dos nes­ta reso­lu­ção para a maté­ria-pri­ma lei­te deno­mi­na­da “lei­te padrão”, se refe­rem ao lei­te ana­li­sa­do que con­tém 3,3% de gor­du­ra, 3,1% de pro­teí­na, 400 mil célu­las somáticas/ml, 100 mil UFC/ml de con­ta­gem bac­te­ri­a­na e pro­du­ção indi­vi­du­al diá­ria de até 160 litros/dia.

Visan­do apoi­ar polí­ti­cas de paga­men­to da maté­ria-pri­ma lei­te con­for­me a qua­li­da­de e o volu­me, o Con­se­lei­te-MG ofe­re­ce um simu­la­dor para o cál­cu­lo de valo­res de refe­rên­cia para o lei­te ana­li­sa­do em fun­ção de seus teo­res de gor­du­ra, pro­teí­na, con­ta­gem de célu­las somá­ti­cas, con­ta­gem bac­te­ri­a­na e pela pro­du­ção indi­vi­du­al diá­ria. O simu­la­dor está dis­po­ní­vel no seguin­te ende­re­ço ele­trô­ni­co: www.conseleitemg.org.br.