Conseleites indicam o valor de referência do litro de leite - Digital Balde Branco

ECONOMIA

Conseleites indicam o valor de referência do litro de leite

A seguir, as publi­ca­ções do valor de refe­rên­cia do litro de lei­te em novem­bro de 2020, para ser pago em dezem­bro de 2020, divul­ga­das pelos Con­se­lei­tes, por meio de suas asses­so­ri­as de imprensa:

 Con­se­lei­te-RS  O valor de refe­rên­cia esti­ma­do para o lei­te no Rio Gran­de do Sul em novem­bro é de R$ 1,4834, 1,89% abai­xo do con­so­li­da­do em outu­bro (R$ 1,5119). A pro­je­ção foi divul­ga­da duran­te reu­nião vir­tu­al do Con­se­lei­te, em 24/11. Ape­sar da leve que­da, os pre­ços estão aci­ma dos pata­ma­res de 2019. Con­si­de­ran­do a vari­a­ção da infla­ção (IPCA), o valor de refe­rên­cia do lei­te no ano (janei­ro-novem­bro) é de R$ 1,3992, 19,45% aci­ma do índi­ce de igual perío­do de 2019. Con­tu­do, aler­ta o pro­fes­sor da UPF Edu­ar­do Fina­mo­re, o cus­to ope­ra­ci­o­nal do lei­te subiu mais do que o índi­ce infla­ci­o­ná­rio em 2020. “Isso mos­tra um for­te aumen­to dos cus­tos de pro­du­ção do setor lác­teo em fun­ção das com­mo­di­ti­es dola­ri­za­das”, ressaltou.

O pre­si­den­te do Con­se­lei­te, Rodri­go Riz­zo, indi­cou que o setor lác­teo viu subir a régua de pre­ços em fun­ção do aumen­to de cus­tos e do con­su­mo das famí­li­as em 2020. A gran­de dúvi­da, ago­ra, é sobre a ten­dên­cia nos pró­xi­mos meses uma vez que a cap­ta­ção no cam­po está em que­da na casa de 10%. O pro­fes­sor da UPF Mar­co Anto­nio Mon­toya indi­cou que o mer­ca­do deve pas­sar por ajus­tes nos pró­xi­mos meses, mas não há indi­ca­ção de vol­tar aos pata­ma­res de 2019. “O que vai acon­te­cer com o lei­te é um cená­rio que vamos ter que ava­li­ar nos pró­xi­mos meses”, pon­de­rou con­fi­an­te em um repi­que de desen­vol­vi­men­to do PIB mundial.

O vice-pre­si­den­te do Con­se­lei­te, Ale­xan­dre Guer­ra, pre­vê um cená­rio de equi­lí­brio no final do ano, prin­ci­pal­men­te no lei­te UHT. E aler­tou: a cer­te­za para 2021 é aumen­to de cus­tos. “O milho e o fare­lo subi­ram, mas as emba­la­gens tam­bém tive­ram rea­jus­te expres­si­vo. Pre­ci­sa­mos seguir pro­du­zin­do e fazer as coi­sas gira­rem. Vamos viver cada mês de uma vez”, ponderou.

O secre­tá­rio do Con­se­lei­te, Tar­cí­sio Minet­to, com­ple­tou que, além dos cus­tos, a seca nos cam­pos gaú­chos sina­li­za para um verão de gas­tos adi­ci­o­nais com a nutri­ção das vacas. “Do pon­to de vis­ta da pro­du­ção, é pre­o­cu­pan­te. Espe­ra­mos que a situ­a­ção de cli­ma se rever­ta”. Um aler­ta é para a bai­xa qua­li­da­de da sila­gem que está esto­ca­da nas pro­pri­e­da­des, o que exi­ge inves­ti­men­to adi­ci­o­nal em grãos e vem, inclu­si­ve, cau­san­do o des­car­te de ani­mais.

 Con­se­lei­te-PR   A dire­to­ria do Con­se­lei­te-Para­ná, reu­ni­da no dia 27 de novem­bro de 2020, divul­gou os valo­res de refe­rên­cia para a maté­ria-pri­ma lei­te pro­je­ta­dos para novem­bro de 2020, cal­cu­la­dos por meto­do­lo­gia defi­ni­da pelo Con­se­lei­te-PR, a par­tir dos pre­ços médi­os e do mix de comer­ci­a­li­za­ção dos deri­va­dos lác­te­os pra­ti­ca­dos pelas empre­sas par­ti­ci­pan­tes: lei­te padrão, R$ 1.7620 (que­da de ‑4,91%).

Os valo­res de refe­rên­cia indi­ca­dos nes­ta reso­lu­ção para a maté­ria-pri­ma lei­te deno­mi­na­da “Lei­te Padrão” se refe­rem ao lei­te ana­li­sa­do que con­tém 3,50% de gor­du­ra, 3,10% de pro­teí­na, 500 mil célu­las somáticas/ml e 300 mil UFC/ml de con­ta­gem bac­te­ri­a­na. Para o lei­te pas­teu­ri­za­do o valor pro­je­ta­do para o mês de novem­bro de 2020 é de R$ 2,8416/litro.

Visan­do apoi­ar polí­ti­cas de paga­men­to da maté­ria-pri­ma lei­te con­for­me a qua­li­da­de, o Con­se­lei­te-Para­ná dis­po­ni­bi­li­za um simu­la­dor para o cál­cu­lo de valo­res de refe­rên­cia para o lei­te ana­li­sa­do em fun­ção de seus teo­res de gor­du­ra, pro­teí­na, con­ta­gem de célu­las somá­ti­cas e con­ta­gem bac­te­ri­a­na. O simu­la­dor está dis­po­ní­vel no seguin­te ende­re­ço ele­trô­ni­co: www.conseleitepr.com.br.

 Con­se­lei­te-SC   A dire­to­ria do Con­se­lei­te San­ta Cata­ri­na, reu­ni­da no dia 30 de novem­bro de 2020, divul­gou os valo­res de refe­rên­cia da maté­ria-pri­ma lei­te, rea­li­za­dos no mês de outu­bro de 2020 e a pro­je­ção dos valo­res de refe­rên­cia para o mês de novem­bro de 2020. Os valo­res divul­ga­dos com­pre­en­dem os pre­ços de refe­rên­cia para o lei­te padrão, bem como o mai­or e menor valor de refe­rên­cia, de acor­do com os parâ­me­tros de ágio e desá­gio em rela­ção ao Lei­te Padrão, cal­cu­la­dos segun­do meto­do­lo­gia defi­ni­da pelo Conseleite-SC.

O lei­te padrão é aque­le que con­tém entre 3,50% e 3,59% de gor­du­ra, entre 3,11% e 3,15% de pro­teí­na, entre 450 mil e 499 mil célu­las somáticas/ml e 251mil a 300 mil UFC/ml de con­ta­gem bac­te­ri­a­na e volu­me indi­vi­du­al entre­gue de até 50 litros/dia. O Con­se­lei­te-SC não pre­ci­fi­ca lei­tes com qua­li­da­des infe­ri­o­res ao lei­te abai­xo do padrão.

Lei­te entre­gue em novem­bro, a ser pago em dezem­bro: I – Lei­te aci­ma do padrão (mai­or valor de refe­rên­cia): R$ 2,0402; II – Lei­te Padrão (pre­ço de refe­rên­cia): R$ 1,6587; III – Lei­te abai­xo do padrão (menor valor de refe­rên­cia): R$ 1,5358 (valor, em R$/litro, para o lei­te pos­to pro­pri­e­da­de com Fun­ru­ral inclu­so). As infor­ma­ções são da Faesc.

 Con­se­lei­te-MG  A dire­to­ria do Con­se­lei­te Minas Gerais reu­ni­da no dia 18 de novem­bro de 2020, de acor­do com meto­do­lo­gia defi­ni­da pelo Con­se­lei­te MG, que con­si­de­ra os pre­ços médi­os e o mix de comer­ci­a­li­za­ção dos deri­va­dos lác­te­os pra­ti­ca­dos pelas empre­sas par­ti­ci­pan­tes, divul­gou os valo­res de refe­rên­cia pro­je­ta­dos do lei­te padrão, mai­or e menor valor de refe­rên­cia para o pro­du­to entre­gue em novembro/2020, a ser pago em dezembro/2020: I – Lei­te aci­ma do padrão (mai­or valor de refe­rên­cia): R$ 2,0559; II – Lei­te Padrão (pre­ço de refe­rên­cia): R$ 1,6317; III – Lei­te abai­xo do padrão (menor valor de refe­rên­cia): R$ 1,5108 (valor, em R$/litro, para o lei­te pos­to pro­pri­e­da­de com Fun­ru­ral incluso). 

Os valo­res de refe­rên­cia indi­ca­dos nes­ta reso­lu­ção para a maté­ria-pri­ma lei­te deno­mi­na­da “Lei­te Padrão”, se refe­re ao lei­te ana­li­sa­do que con­tém 3,30% de gor­du­ra, 3,10% de pro­teí­na, 400 mil célu­las somáticas/ml, 100 mil UFC/ml de con­ta­gem bac­te­ri­a­na e pro­du­ção indi­vi­du­al diá­ria de até 160 litros/dia. Os valo­res são pos­to pro­pri­e­da­de incluin­do 1,5% de Funrural.

Visan­do apoi­ar polí­ti­cas de paga­men­to da maté­ria-pri­ma lei­te con­for­me a qua­li­da­de e o volu­me, o Con­se­lei­te-MG dis­po­ni­bi­li­za um simu­la­dor para o cál­cu­lo de valo­res de refe­rên­cia para o lei­te ana­li­sa­do em fun­ção de seus teo­res de gor­du­ra, pro­teí­na, con­ta­gem de célu­las somá­ti­cas, con­ta­gem bac­te­ri­a­na e pela pro­du­ção indi­vi­du­al diá­ria. O simu­la­dor está dis­po­ní­vel no seguin­te ende­re­ço ele­trô­ni­co: www.conseleitemg.org.br.

Rolar para cima