Crescimento na demanda deve continuar - Digital Balde Branco

De acor­do com a nova pers­pec­ti­va sobre lác­te­os da IFCN-Inter­na­ti­o­nal Farm Com­pa­ri­son Network Dairy, um cres­ci­men­to glo­bal na deman­da de lei­te, de mais de 20 milhões de tone­la­das por ano, deve­rá con­ti­nu­ar até 2025. Isso sig­ni­fi­ca aumen­to na deman­da glo­bal de lei­te de 25% ao lon­go de 10 anos, ou 2,3% por ano.

O fator-cha­ve para este aumen­to é a cres­cen­te popu­la­ção mun­di­al, bem como o aumen­to do con­su­mo de lei­te por pes­soa. Tors­ten Hem­me, dire­tor admi­nis­tra­ti­vo da IFCN, comen­tou: “Have­rá um bilhão a mais de con­su­mi­do­res nes­te pla­ne­ta que terá deman­da por pro­du­tos lác­te­os. Glo­bal­men­te, cada pes­soa vai con­su­mir 13 kg a mais em equi­va­len­te de lei­te ao lon­go de dez anos”.

Por­tan­to, o nível de ofer­ta glo­bal de lei­te tam­bém deve con­ti­nu­ar a cres­cer. Um fator essen­ci­al para a futu­ra ofer­ta de lei­te é, sem dúvi­da, o pre­ço médio do lei­te em lon­go pra­zo, que os pro­du­to­res são capa­zes de pro­du­zir. Nos pró­xi­mos 10 anos have­rá tam­bém mudan­ças sig­ni­fi­ca­ti­vas no núme­ro e tama­nho de fazen­das. A prin­ci­pal cons­ta­ta­ção é de que em 2025 have­rá menos, mas mai­o­res fazen­das em nível global.

Até então a IFCN espe­ra que haja no mun­do 103 milhões de fazen­das lei­tei­ras, uma que­da de 17,5 milhões de fazen­das em 10 anos a par­tir de ago­ra. Ape­sar dis­so, o núme­ro de vacas e tam­bém da pro­du­ção de lei­te deve­rá aumen­tar. Nume­ri­ca­men­te, isso repre­sen­ta um aumen­to na pro­du­ção glo­bal de lei­te por fazen­da de 47% até 2025.

Rolar para cima