De Heus destaca estresse térmico em vacas leiteiras - Digital Balde Branco

VITRINE

De Heus destaca estresse térmico em vacas leiteiras

O estres­se tér­mi­co em vacas lei­tei­ras é um dos desa­fi­os mais impor­tan­tes do setor pro­du­ti­vo. A che­ga­da de dias mais quen­tes e úmi­dos levam a per­das de desem­pe­nho no reba­nho com impac­tos na saú­de dos ani­mais, nas taxas de repro­du­ção, na efi­ci­ên­cia pro­du­ti­va e na qua­li­da­de do lei­te, defen­de o médi­co vete­ri­ná­rio espe­ci­a­lis­ta em nutri­ção de rumi­nan­tes e geren­te de Pro­du­tos para Rumi­nan­tes da De Heus no Bra­sil, Leo­nar­do Cor­so. “A pro­du­ção de lei­te bra­si­lei­ra tem alta tec­no­lo­gia e ele­va­da qua­li­da­de de nutri­ção e de gené­ti­ca. Assim, o estres­se tér­mi­co por calor é um dos mai­o­res desa­fi­os da pro­du­ção em ambi­en­te tro­pi­cal. Em algu­mas regiões este desa­fio pode durar qua­se o ano intei­ro”, expli­cou o especialista.

Mercado de embriões bovinos está aquecido no Brasil

A união da qua­li­da­de gené­ti­ca da Semex com a tec­no­lo­gia líder do Cenat­te Embriões, par­cei­ra da Bovi­teq do Cana­dá, trou­xe ao Bra­sil o pro­gra­ma Semex Embryos, que des­de o ano pas­sa­do ofe­re­ce, por meio da trans­fe­rên­cia de embriões bovi­nos, solu­ções que per­mi­tem ace­le­rar o pro­gres­so gené­ti­co dos prin­ci­pais reba­nhos do País. O pro­je­to foi desen­vol­vi­do dan­do pri­o­ri­da­de à pro­du­ção de embriões das raças bovi­nas de lei­te e cor­te, con­tan­do com o res­pal­do do Pro­gra­ma Pro­ge­ne­sis, bene­fí­cio que pro­por­ci­o­na níveis supe­ri­o­res de gené­ti­ca em ape­nas uma gera­ção, por ado­tar doa­do­ras TOP 1 do mun­do e que estão gene­ti­ca­men­te à fren­te da média da população.

Biogénesis Bagó: solução para tratar ‘febre do leite’ em vacas leiteiras

A empre­sa de bio­tec­no­lo­gia espe­ci­a­li­za­da em desen­vol­vi­men­to, pro­du­ção e comer­ci­a­li­za­ção de pro­du­tos para saú­de e pro­du­ti­vi­da­de ani­mal traz para o Bra­sil a Poli­cal­ci­na For­te. A solu­ção inje­tá­vel pos­sui altas con­cen­tra­ções de cál­cio, mag­né­sio e gli­co­se, for­man­do um com­ple­xo capaz de tra­tar a “febre do lei­te”, dis­túr­bio meta­bó­li­co que aco­me­te vacas lei­tei­ras no perío­do de tran­si­ção. O pro­ble­ma é cau­sa­do pelo dese­qui­lí­brio da absor­ção de cál­cio no orga­nis­mo dos bovi­nos quan­do há aumen­to con­si­de­rá­vel da neces­si­da­de des­se mine­ral. A situ­a­ção pode ocor­rer ain­da duran­te a ges­ta­ção, quan­do o orga­nis­mo da vaca des­lo­ca o cál­cio para o feto e no perío­do que ante­ce­de o par­to, para a pro­du­ção de colos­tro e de leite.

Diretor-presidente da Alta recebe ordem do Mérito Legislativo em Belo Horizonte

O dire­tor-pre­si­den­te da Alta, Heve­rar­do Car­va­lho, rece­beu, no dia 22 de novem­bro, a home­na­gem em Belo Hori­zon­te. A edi­ção de entre­ga da Ordem do Méri­to Legis­la­ti­vo tem como tema des­te ano “Minei­ras e minei­ros na recu­pe­ra­ção econô­mi­ca e soci­al do Esta­do no pós-pan­de­mia, des­ta­can­do a atu­a­ção das ins­ti­tui­ções uni­das à soci­e­da­de, em prol da vida”. A home­na­gem che­ga como for­ma de reco­nhe­ci­men­to públi­co por ati­vi­da­des rea­li­za­das por meio da asso­ci­a­ção de ins­ti­tui­ções e empre­sá­ri­os de Ube­ra­ba, que incluiu a Alta Gene­tics. O gru­po, lide­ra­do por Car­va­lho, tor­nou viá­veis ações de com­ba­te à pan­de­mia de covid-19, como a com­pra de R$ 800 mil em remé­di­os e equi­pa­men­tos, e a cri­a­ção da “Tele­me­di­ci­na”, com apoio de médi­cos que aten­de­ram mais de 10 mil pes­so­as, gratuitamente.

Sani Química lança CMT Detecta para diagnóstico rápido da mastite bovina

O CMT Detec­ta é uma solu­ção para diag­nós­ti­co prá­ti­co e rápi­do da mas­ti­te em vacas lei­tei­ras, fei­to atra­vés do Cali­for­nia Mas­ti­tis Test – CMT (“Tes­te da Raque­te”) que con­tri­bui para um pro­gra­ma de geren­ci­a­men­to da saú­de do úbe­re. O pro­du­to é exe­cu­ta­do para: detec­tar a pre­sen­ça de infec­ções sub­clí­ni­cas no iní­cio ou duran­te a lac­ta­ção como par­te de um pro­gra­ma de con­tro­le da saú­de do úbe­re; Diag­nós­ti­cos adi­ci­o­nais para vacas com sinais clí­ni­cos de Mas­ti­te. Des­sa for­ma, a Sani Quí­mi­ca ofe­re­ce mais uma fer­ra­men­ta de auxí­lio ao pro­du­tor na bus­ca da melhor qua­li­da­de do leite.

Ordemilk conquista Prêmio Mérito Agropecuário 

A empre­sa foi agra­ci­a­da, no dia 27 de outu­bro, com o Prê­mio Méri­to Agro­pe­cuá­rio, entre­gue pela Câma­ra dos Depu­ta­dos no Con­gres­so Naci­o­nal. Este prê­mio, cri­a­do pela Reso­lu­ção 58/14 e nome­a­do em home­na­gem ao depu­ta­do Home­ro Perei­ra, é con­ce­di­do para cida­dão ou ins­ti­tui­ção, públi­ca ou pri­va­da, cujos tra­ba­lhos ou ações tenham se des­ta­ca­do nos cam­pos cien­tí­fi­co, de pes­qui­sa, de desen­vol­vi­men­to, de ino­va­ção e de sus­ten­ta­bi­li­da­de na área da agri­cul­tu­ra, pecuá­ria, abas­te­ci­men­to e desen­vol­vi­men­to rural. Nes­te ano de 2021, a Orde­milk tem a hon­ra de rece­ber tal pre­mi­a­ção, em vir­tu­de das cons­tan­tes ino­va­ções tec­no­ló­gi­cas tra­zi­das ao agro­ne­gó­cio. O prê­mio foi entre­gue para o dire­tor-pre­si­den­te da com­pa­nhia, Val­dir Milan (foto).

Robô de ordenha ajuda produtor a monitorar saúde das vacas e a garantir qualidade do leite

O robô Lely Astro­naut A5 con­se­gue veri­fi­car o lei­te de cada teto de todos os ani­mais no momen­to da orde­nha, além de iden­ti­fi­car qual­quer tipo de alte­ra­ção no lei­te, garan­te o coor­de­na­dor de ter­ri­tó­rio da Lely em San­ta Cata­ri­na, Rael Bor­dig­non. Isso por­que ele é equi­pa­do com o sis­te­ma de con­tro­le de qua­li­da­de do lei­te Lely MQC, em que sen­so­res fazem a lei­tu­ra da con­du­ti­vi­da­de e da colo­ra­ção do lei­te, além de iden­ti­fi­ca­rem uma pos­sí­vel mas­ti­te mais cedo e com mais precisão.