Em agosto, a China duplicou as compras de manteiga - Digital Balde Branco

As com­pras de man­tei­ga da Chi­na dupli­ca­ram em volu­me e tri­pli­ca­ram em valor em agos­to em rela­ção ao ano pas­sa­do. O país asiá­ti­co impor­tou 15.018 t do pro­du­to no valor de US$ 87,7 milhões, um aumen­to de 226% com rela­ção ao ano ante­ri­or, sen­do a Nova Zelân­dia, a Fran­ça e a Bél­gi­ca os prin­ci­pais paí­ses fornecedores.

As impor­ta­ções chi­ne­sas de lác­te­os, de for­ma geral, aumen­ta­ram em agos­to, em 28% em volu­me e 70% em valor em  rela­ção ao mes­mo mês de 2016, com aumen­tos para todos os pro­du­tos, de acor­do com os dados do comér­cio exte­ri­or publi­ca­dos pelo site ita­li­a­no espe­ci­a­li­za­do, CLAL. A man­tei­ga foi a mais des­ta­ca­da, com um aumen­to de 101% com rela­ção ao ano anterior.

No caso do lei­te em pó inte­gral, a Chi­na impor­tou 92% a mais do que um ano atrás, com a Nova Zelân­dia sen­do o prin­ci­pal for­ne­ce­dor, tan­to para inte­gral, como para des­na­ta­do. Nos pri­mei­ros 8 meses do ano, as impor­ta­ções de pro­du­tos lác­te­os da Chi­na aumen­ta­ram 9,8% em volu­me e 35% em valor em rela­ção ao mes­mo perío­do de 2016, com 1,74 milhão de t por US$ 5,9 bilhões, segun­do o site www.lecheriauy.com.

Rolar para cima