Fazenda RAR: excelência na criação de bezerras - Digital Balde Branco

Com tra­di­ção pelo padrão de qua­li­da­de de seus pro­du­tos e gené­ti­ca dos ani­mais, essa fazen­da de Rio Gran­de do Sul con­quis­tou o prê­mio Alta­Cria na cri­a­ção de bezerras
Sâme­la Lauz

Pio­nei­ra na pro­du­ção do quei­jo tipo Gra­na, a Fazen­da RAR, loca­li­za­da em Vaca­ria, nos Cam­pos de Cima da Ser­ra Gaú­cha, teve sua exce­lên­cia, mais uma vez, reco­nhe­ci­da: rece­beu o prê­mio Alta­Cria pelos cui­da­dos na cri­a­ção das bezer­ras. A empre­sa foi a ven­ce­do­ra no que­si­to mai­or ganho de peso na fase de alei­ta­men­to, em uma ava­li­a­ção da qual par­ti­ci­pa­ram 50 fazen­das do seg­men­to lei­tei­ro de todo o País, ao lon­go de 2018.

Segun­do Ânge­lo Lacer­da Ser­ra­no, geren­te da RAR, a fazen­da sem­pre se esme­rou nos cui­da­dos na cri­a­ção de bezer­ras e obvi­a­men­te na recria, pois elas serão as futu­ras matri­zes, que devem ser sau­dá­veis e pro­du­ti­vas. Ele expli­ca a impor­tân­cia des­se pro­gra­ma de ava­li­a­ção Alta­Cria, que é rea­li­za­do por um gru­po de espe­ci­a­lis­tas na área de zoo­tec­nia, com base no padrão ouro de cri­a­ção de bezer­ros nos Esta­dos Uni­dos. Ao final de cada ano, as fazen­das que atin­gem os melho­res indi­ca­do­res são reco­nhe­ci­das, o que, além des­se des­ta­que pelo tra­ba­lho bem fei­to, é um estí­mu­lo para os pro­du­to­res bus­ca­rem con­ti­nu­a­men­te a melho­ria nes­sa eta­pa tão impor­tan­te da pro­du­ção de leite. 

“A fase de alei­ta­men­to do reba­nho, que dura em média 90 dias, é extre­ma­men­te impor­tan­te e influ­en­cia dire­ta­men­te na pro­du­ti­vi­da­de. Não bas­ta ali­men­tar as novi­lhas, é pre­ci­so mui­to empe­nho para que se desen­vol­vam de manei­ra sau­dá­vel e, assim, con­si­ga­mos man­ter a qua­li­da­de do lei­te pro­du­zi­do pelo reba­nho futu­ro”, afir­ma Ânge­lo Ser­ra­no, acres­cen­tan­do que esse prê­mio é um reco­nhe­ci­men­to prin­ci­pal­men­te para a equi­pe de tra­ta­do­res, que tem o fir­me com­pro­mis­so de fazer seu tra­ba­lho com dedi­ca­ção e qualidade.

Leia a ínte­gra des­ta maté­ria na edi­ção Bal­de Bran­co 653 (maio/2019)

Rolar para cima