Frases - Digital Balde Branco

Agrishow

Xico Gra­zi­a­no
con­se­lhei­ro do Con­se­lho Cien­tí­fi­co Agro Sus­ten­tá­vel (CCAS)

O resul­ta­do posi­ti­vo da Agrishow, rea­li­za­da de 25 a 29 de abril, em Ribei­rão Pre­to (SP), con­fir­ma que o agro­ne­gó­cio se tor­nou o melhor negó­cio do Bra­sil. Em com­pa­ra­ção com a últi­ma edi­ção da fei­ra, rea­li­za­da em 2019, o valor das ven­das de máqui­nas e imple­men­tos agrí­co­las cres­ceu 286,2%. Mes­mo con­si­de­ran­do a ele­va­ção de pre­ços no perío­do, os negó­ci­os efe­ti­va­dos ates­tam, obje­ti­va­men­te, um for­te aque­ci­men­to do agro. Infor­ma­ção rele­van­te: com o cré­di­to rural ofi­ci­al, sub­si­di­a­do pelo Tesou­ro, anda tra­va­do, vis­to o teto do gas­to públi­co, as aqui­si­ções de bens agrí­co­las foram efe­tu­a­das com finan­ci­a­men­tos las­tre­a­dos em fon­tes de recur­sos pri­va­dos. Fora do Pla­no Safra 2021/22″

Agenda ESG

Pau­lo Sér­gio Sil­va Ramos
enge­nhei­ro agrô­no­mo, dire­tor da Pere­ne Agronegócios

Con­si­de­ro o ESG (sigal em inglês para ambi­en­tal, soci­al e gover­nan­ça) como a fer­ra­men­ta cer­ta no sen­ti­do da pro­fis­si­o­na­li­za­ção do pro­du­tor de lei­te. É a deci­são mais acer­ta­da para aque­le que dese­ja obter o melhor desem­pe­nho em sua pro­pri­e­da­de, nos vári­os que­si­tos que cer­cam a pro­du­ção. A agen­da ESG pas­sa a ser um nor­te­a­dor para os pro­ces­sos de melho­ria den­tro do seu ambi­en­te fami­li­ar, pro­du­ti­vo, soci­al e ambi­en­tal, seja qual for o por­te da ati­vi­da­de lei­tei­ra. Por isso, não é um modis­mo ou, sim­ples­men­te, três novas letri­nhas de um alfa­be­to tem­po­rá­rio. Tra­ta-se de uma filo­so­fia de vida, uma ques­tão con­cei­tu­al, prá­ti­ca e de sobre­vi­vên­cia para a ati­vi­da­de leiteira”

Manejo eficiente

Feli­pe Dubenc­zuk
médi­co vete­ri­ná­rio e pro­du­tor de lei­te do muni­cí­pio de Getú­lio Var­gas (RS)

Na ques­tão da sani­da­de, meu foco é redu­zir a inci­dên­cia de mas­ti­te na pro­pri­e­da­de. Quan­do come­cei a ava­li­ar a ques­tão da qua­li­da­de do lei­te na fazen­da, eu tinha regis­tros de 70% do reba­nho posi­ti­vo para Staphy­lo­coc­cus aureus, e foi uma gran­de difi­cul­da­de que tive na fazen­da. Por isso, aos pou­cos, fui eli­mi­nan­do esses ani­mais, e evi­tan­do que con­ta­mi­nas­sem o reba­nho sadio. Segun­do pon­to asso­ci­a­do a nutri­ção e sani­da­de, o pré-par­to foi fun­da­men­tal den­tro da Fazen­da Dubenc­zuk, pois ajus­tei o mane­jo de uma for­ma que os ani­mais estão parin­do bem. Aliás, é o prin­ci­pal momen­to em que vou evi­tar doen­ças, fazer com que esse ani­mal seja mais pro­du­ti­vo e via­bi­li­zan­do a pre­nhez no pós-parto”

 

Sistema agroflorestal

João e Odá­lia Neves
casal de pro­du­to­res do Sítio São Fran­cis­co de Assis, em Major Viei­ra (SC)

Des­de que come­ça­mos com o sis­te­ma agro­flo­res­tal (SAF), já con­se­gui­mos aumen­tar a quan­ti­da­de de ani­mais de 12 vacas com uma média de 12 litros de lei­te animal/dia em 2006, para 31 ani­mais em lac­ta­ção com uma média de 22 litros de lei­te por ani­mal atu­al­men­te. Nos­sa meta para os pró­xi­mos anos é che­gar a 40 ani­mais em lac­ta­ção com uma média míni­ma de 25 litros de lei­te por animal/dia. Isso era uma meta mui­to dis­tan­te antes do uso do SAF em nos­sa pro­pri­e­da­de. Ago­ra já vemos cada área de ter­ra da pro­pri­e­da­de como pro­du­ti­va e con­se­guin­do man­ter o equi­lí­brio com a natureza”