balde branco

FRASES

associativismo

Acredito que os produtores devem participar de associações, pois, em alguns casos, é o único caminho para avançarem na profissionalização da atividade. As associações viabilizam e reforçam parcerias, a disseminação de conhecimento, a troca de experiências, a assistência técnica e outros pontos fundamentais para os produtores progredirem.”
Marcelo Maldonado Cassoli, produtor de leite em São João Batista do Glória (MG) e diretor da Aproleite, em Passos (MG)

mastite

O período seco é uma necessidade fisiológica da vaca leiteira e tem relação direta com a saúde da glândula mamária, a produção de leite e a prevenção de doenças do período de transição. O uso do tratamento de vaca seca e do selante de tetos, em conjunto com medidas de manejo para fornecer ambiente limpo e confortável para as vacas secas, são ferramentas indispensáveis de tratamento e prevenção da mastite durante a secagem.”

Marcos Veiga Santos, professor titular da FMZV-USP

reprodução

Os níveis de produção e a composição racial têm seus reflexos associados às maiores exigências do organismo animal, com efeito sobre as doenças da reprodução. As vacas Girolando, por exemplo, são mais rústicas, mas à medida que os volumes de produção aumentam, também são mais afetadas e não aceitam desaforo, necessitam de atenção”

Ricarda Maria dos Santos, professora na área de Reprodução Animal na FMV-Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

lácteos

Os diversos agentes da cadeia precisam estar harmonizados para exportar e de imediato trabalhar nichos de mercado para depois pensar no médio e no longo prazos. É um trabalho a ser feito passo a passo.”

Alexandre Guerra, presidente do Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados (Sindilat-RS)

bezerras

Num período, nossos índices de diarreia saltaram de uma média de 15% para 88% em dois meses. A taxa de mortalidade das bezerras aumentou de 3% para 12%. Com a orientação especializada, realizamos gestão de crise, promovendo a biossegurança, reciclando os funcionários, acompanhando diariamente e bem de perto os processos. Isso foi suficiente para que, em menos de 30 dias, voltássemos a registrar 10% de diarreia nas bezerras, mas sem casos de mortalidade.”

Andres Rojas, produtor de leite e proprietário da Fazenda Sertãozinho, em Virgínia (MG)

conforto témico

A temperatura pode estar em 28 graus, algo que o produtor considere não tão quente, porém para uma vaca que produz entre 35 e 40 litros/leite/dia já é um castigo, especialmente se a umidade for alta. É imprescindível ter um sistema de resfriamento com aspersão e ventilação, ou então utilizar o sistema de ventilação cruzada, que é mais caro, contudo mantém a temperatura em até 22 graus.”

Vivian Fisher, coordenadora do Núcleo de Pesquisa em Pecuária Leiteira e Comportamento Animal (Nuplac/UFRGS)

leite 4.0

Como pode uma nação criada no meio do deserto, com recursos hídricos escassos, entre outros problemas, fazer tamanha transformação como essa (Israel, que tem vacas com 12.083 kg/leite/vaca/ano)? É aí que quero chegar: a inovação transcende aquilo que entendemos como o puramente digital, ou seja, somente o que está acontecendo dentro de um tablet ou de um celular. A inovação vai muito além disso e pensar ‘fora da caixinha’ é mais do que bem-vindo.”

Edson Barbosa, engenheiro de computação, que participa de mentorias no Ideas for Milk

Abrir bate-papo
1
Escanear o código
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?