Girolando: novos touros jovens são testados - Digital Balde Branco

40 repro­du­to­res aca­bam de ser apro­va­dos na quin­ta pro­va de pré-sele­ção para tes­te de pro­gê­nie. Eles devem inte­grar em bre­ve os catá­lo­gos das centrais

Com a expec­ta­ti­va de ampli­ar o uso da inse­mi­na­ção arti­fi­ci­al na pecuá­ria lei­tei­ra este ano, o mer­ca­do de gené­ti­ca está de olho em tou­ros jovens que come­çam a ter suas qua­li­da­des tes­ta­das. Na raça Giro­lan­do, 40 novos repro­du­to­res aca­bam de ser apro­va­dos na quin­ta pro­va de pré-sele­ção para o tes­te de pro­gê­nie, deven­do inte­grar em bre­ve os catá­lo­gos das prin­ci­pais cen­trais de inse­mi­na­ção do Bra­sil e ter sêmen comer­ci­a­li­za­do no mercado.

Esses ani­mais pas­sa­ram nos últi­mos meses por vári­as ava­li­a­ções, den­tre elas de tem­pe­ra­men­to, mor­fo­lo­gia e fer­ti­li­da­de, e ago­ra seguem para uma pró­xi­ma eta­pa de veri­fi­ca­ção de seu poten­ci­al gené­ti­co: o 19 º Gru­po do Tes­te de Pro­gê­nie, con­si­de­ra­do a melhor for­ma de conhe­cer o valor gené­ti­co de um repro­du­tor para pro­du­ção de leite.

Todas as ava­li­a­ções foram apli­ca­das em 69 repro­du­to­res Giro­lan­do e tive­ram iní­cio em janei­ro de 2017 no Cen­tro de Per­for­man­ce Giro­lan­do, loca­li­za­do no cam­pus do IFTM- Ins­ti­tu­to Fede­ral de Edu­ca­ção, Ciên­cia e Tec­no­lo­gia do Tri­ân­gu­lo Mineiro.

O anún­cio dos 40 ani­mais apro­va­dos foi fei­to no últi­mo dia 18 de abril, duran­te o 2º Dia de Cam­po do Pro­gra­ma de Melho­ra­men­to Gené­ti­co da Raça Giro­lan­do. O even­to, ocor­ri­do em Ube­ra­ba-MG, con­tou com a pre­sen­ça de pecu­a­ris­tas, estu­dan­tes e téc­ni­cos de todo o Bra­sil e foi aber­to pelo pre­si­den­te da Asso­ci­a­ção Bra­si­lei­ra dos Cri­a­do­res de Giro­lan­do Luiz Car­los Rodrigues.

Vári­os dados cole­ta­dos duran­te os três meses da pro­va estão sen­do uti­li­za­dos para gerar pes­qui­sas impor­tan­tes para a evo­lu­ção da raça. As aná­li­ses de tem­pe­ra­men­to ani­mal, por exem­plo, são fun­da­men­tais para auxi­li­ar o pecu­a­ris­ta a for­mar um reba­nho de fácil mane­jo, garan­tin­do não só o bem-estar do plan­tel, mas tam­bém dos pro­fis­si­o­nais que tra­ba­lham dire­ta­men­te na lida do gado.

“As pes­qui­sas já com­pro­va­ram que um bovi­no mais tran­qui­lo apre­sen­ta melhor desem­pe­nho, com mai­or ganho de peso e pro­du­ção de lei­te”, expli­ca Lívia Caro­li­na Maga­lhães Sil­va, pes­qui­sa­do­ra do Gru­po Etco, res­pon­sá­vel pelas ava­li­a­ções de tem­pe­ra­men­to dos tou­ros da Pro­va. Segun­do ela, essa fer­ra­men­ta de sele­ção é inci­pi­en­te na raça e alguns cri­a­do­res de Giro­lan­do já come­ça­ram a incor­po­rá-la a seus sis­te­mas seletivos.

Uma novi­da­de des­ta edi­ção da pro­va de pré-sele­ção foi a geno­ti­pa­gem de todos os tou­ros par­ti­ci­pan­tes. Os dados refe­ren­tes ao DNA dos ani­mais serão incor­po­ra­dos ao Pro­je­to Geno­ma da Raça Giro­lan­do. A sele­ção genô­mi­ca é uma tec­no­lo­gia que per­mi­te ace­le­rar o melho­ra­men­to gené­ti­co dos reba­nhos bovi­nos e foi incor­po­ra­da recen­te­men­te ao PMGG.

Segun­do o pes­qui­sa­dor da Embra­pa Gado de Lei­te e Coor­de­na­dor Geral do PMGG Mar­cos Viní­cius G. Bar­bo­sa da Sil­va, a sele­ção genô­mi­ca, asso­ci­a­da à evo­lu­ção dos méto­dos esta­tís­ti­cos e à intro­du­ção de mode­los com­pu­ta­ci­o­nais ao pro­ces­so, per­mi­ti­rá futu­ra­men­te dupli­car o ganho gené­ti­co ani­mal, que hoje é pos­sí­vel den­tro do sis­te­ma tra­di­ci­o­nal. O Pro­je­to Geno­ma vem sen­do desen­vol­vi­do pela Embra­pa Gado de Lei­te, Asso­ci­a­ção Bra­si­lei­ra dos Cri­a­do­res de Giro­lan­do e o con­sór­cio CRV Lagoa/Zoetis.

 

Rolar para cima