Laticínios cobram compra governamental de leite - Digital Balde Branco

A pro­mes­sa de com­pra de lei­te pelo Gover­no Fede­ral, anun­ci­a­da há três sema­nas, será cobra­da por lati­cí­ni­os gaúchos

Enti­da­des do setor lác­teo irão à Bra­sí­lia na pró­xi­ma sema­na para cobrar o Gover­no Fede­ral a com­pra gover­na­men­tal de 50 milhões de t de lei­te em pó e 400 milhões de litros de lei­te UHT. O Sin­di­lat-Sin­di­ca­to da Indús­tria de Lati­cí­ni­os do RS vol­tou a defen­der a medi­da no dia últi­mo dia 5 de outu­bro, duran­te reu­nião do Gru­po de Tra­ba­lho da Comis­são de Agri­cul­tu­ra, Pecuá­ria e Coo­pe­ra­ti­vis­mo da Assem­bleia Legis­la­ti­va que tra­ta sobre a impor­ta­ção do lei­te em pó do Mercosul.

No encon­tro, a comis­são vali­dou docu­men­to que foi entre­gue no dia 12 de setem­bro ao minis­tro da Casa Civil, Eli­seu Padi­lha, for­ma­li­zan­do o pedi­do de com­pra. Com a pre­sen­ça do pre­si­den­te do sin­di­ca­to, Ale­xan­dre Guer­ra, a deman­da do setor foi deba­ti­da como medi­da emer­gen­ci­al para rever­ter a situ­a­ção de cri­se do setor lei­tei­ro gaú­cho. A ida da comi­ti­va a Bra­sí­lia tam­bém será uma opor­tu­ni­da­de para rei­vin­di­car solu­ções para a pos­sí­vel tri­an­gu­la­ção de lei­te uruguaio.

Segun­do o dire­tor da Far­sul-Fede­ra­ção da Agri­cul­tu­ra do Esta­do do Rio Gran­de do Sul, Jor­ge Rodri­gues, é fun­da­men­tal que se faça uma regu­la­ção de pro­du­tos impor­ta­dos para aten­der o abas­te­ci­men­to naci­o­nal de for­ma equi­li­bra­da. “São dois pon­tos-cha­ves des­sa ques­tão: manu­ten­ção da sus­pen­são de incen­ti­vos de impor­ta­ção e de esto­ques por via de com­pras gover­na­men­tais”. O depu­ta­do Zé Nunes rei­te­rou a fala, aler­tan­do para a neces­si­da­de de uni­da­de do setor pro­du­ti­vo. “Pre­ci­sa­mos ter uma voz úni­ca na ques­tão do lei­te nes­te momento”.

Rolar para cima