Leite, tem que ser leite - Digital Balde Branco

Estu­do evi­den­cia dife­ren­ças no desen­vol­vi­men­to físi­co de cri­an­ças de 2 a 6 anos de ida­de que con­so­mem lei­te de bovi­nos e alter­na­ti­vas vegetais

Rober­ta Züge

 Foi publi­ca­do um arti­go na revis­ta Ame­ri­can Jour­nal of Cli­ni­cal Nutri­ti­on  evi­den­ci­an­do que cri­an­ças com die­tas res­tri­tas de lei­te bovi­no quan­do há subs­ti­tui­ção por alter­na­ti­vas vege­tais (soja, amên­do­as ou arroz) são ligei­ra­men­te meno­res do que seus pares que bebem lei­te de vaca. Este estu­do demons­trou que a cada copo diá­rio de lei­te de vaca, subs­ti­tuí­do por vege­tais, dimi­nui 0,4cm em rela­ção à média para a ida­de da criança.

Demons­trou-se que uma cri­an­ça de 3 anos que con­su­mia três xíca­ras de subs­ti­tu­tos vege­tais, em rela­ção ao lei­te de vaca era, em média, 1,5 cen­tí­me­tros menor que outra sem a res­tri­ção. Segun­do pes­qui­sa­dor, para uma cri­an­ça de 3 anos, 1,5cm é uma dife­ren­ça bem considerável.

Para o estu­do foram ava­li­a­das 5.034 cri­an­ças cana­den­ses sau­dá­veis com ida­de entre 2 e 6 anos de ida­de, com uma média de 38 meses de ida­de. Des­tes 51% eram de meninos.

Dos par­ti­ci­pan­tes, cer­ca de 5% bebi­am exclu­si­va­men­te subs­ti­tu­tos vege­tais, e cer­ca de 84% bebi­am ape­nas lei­te de vaca. Fato tam­bém iden­ti­fi­ca­do que quan­to mai­or a subs­ti­tui­ção do lei­te bovi­no pelas alter­na­ti­vas vege­tais mai­or era a dife­ren­ça de tama­nho em rela­ção aos que bebi­am o lei­te convencional.

Infe­liz­men­te, há mui­tas ondas e pes­so­as que influ­en­ci­am nega­ti­va­men­te pais que pen­sam for­ne­cer ali­men­tos de qua­li­da­de a seus filhos. Este impac­to, na pri­mei­ra infân­cia, não será cor­ri­gi­do posteriormente.

O lei­te de vaca, além de ser mais sau­dá­vel, ain­da tem um cus­to menor. Subs­ti­tuir é uma alter­na­ti­va nega­ti­va ao desen­vol­vi­men­to e saú­de das cri­an­ças, assim como, do bolso.

———–

Rober­ta Züge é mem­bro do CCAS-Con­se­lho Cien­tí­fi­co Agro Sus­ten­tá­vel; vice-pre­si­den­te do Sin­di­ca­to dos Médi­cos Vete­ri­ná­ri­os do Para­ná; médi­ca vete­ri­ná­ria dou­to­ra pela Facul­da­de de Medi­ci­na Vete­ri­ná­ria e Zoo­tec­nia da USP-Uni­ver­si­da­de de São Pau­lo; sócia da Ceres Qualidade.

Rolar para cima