Mapa quer desburocratizar regulamentos - Digital Balde Branco

O Mapa-Minis­té­rio da Agri­cul­tu­ra, Pe­cuária e Abas­te­ci­men­to deu iní­cio ao pro­ces­so de des­bu­ro­cra­ti­za­ção dos regu­la­men­tos inter­nos, entre eles, es­tão ques­tões rela­ti­vas à ins­pe­ção, para a qual deve apre­sen­tar solu­ções ain­da nes­te mês de setem­bro. A ação deve redu­zir por­ta­ri­as, ins­tru­ções nor­ma­ti­vas e ofí­ci­os que regem as ope­ra­ções do setor agropecuário.

A pro­vi­dên­cia aten­de a um pedi­do do setor lei­tei­ro que, há anos, tra­ba­lha o tema jun­to ao gover­no fede­ral. A ale­ga­ção é que dife­ren­tes pro­ces­sos, nor­ma­ti­vas e regu­la­men­ta­ções tra­vam e com­pli­cam o pro­ces­so indus­tri­al e pro­du­ti­vo, buro­cra­ti­zan­do as ações dos lati­cí­ni­os. Segun­do o secre­tá­rio-exe­cu­ti­vo do Sin­di­lat, Dar­lan Palha­ri­ni, a sen­sa­ção é de que a solu­ção, des­ta vez, está próxima.

Entre as pri­o­ri­da­des, Palha­ri­ni pon­tua a rele­vân­cia de revi­sar a ques­tão da Por­ta­ria 05/1983, que tra­ta, entre outros pon­tos, do lei­te com bai­xa aci­dez. Atu­al­men­te, os lati­cí­ni­os não podem reco­lher o lei­te com aci­dez infe­ri­or a 14°D ou supe­ri­or a 18°D. Con­tu­do, a por­ta­ria per­mi­te o uso des­sa maté­ria-pri­ma para fabri­ca­ção de alguns pro­du­tos, como o lei­te em pó industrial.

Rolar para cima