Mato Grosso do Sul quer produzir mais - Digital Balde Branco

A pro­du­ção de lei­te em Mato Gros­so do Sul tem pro­je­ção de cres­ci­men­to de ao menos 20% para 2017. A esti­ma­ti­va é do dire­tor-pre­si­den­te da Agra­er-Agên­cia de Desen­vol­vi­men­to Agrá­rio e Exten­são Rural, Enel­vo Feli­ne, que falou ao portal
Capi­tal News, duran­te a entre­ga de 28 refri­ge­ra­do­res de lei­te e 131 orde­nha­dei­ras para 37 cida­des e asso­ci­a­ções de pequenos
pro­du­to­res rurais no Esta­do, rea­li­za­da em dezembro.

Atu­al­men­te, Mato Gros­so do Sul pro­duz em média 1,5 milhão de litros de leite/dia, e a meta é ampli­ar a pro­du­ção atra­vés do
incen­ti­vo à agri­cul­tu­ra fami­li­ar. Duran­te a sole­ni­da­de, o gover­na­dor Rei­nal­do Azam­bu­ja des­ta­cou a impor­tân­cia do inves­ti­men­to em tec­no­lo­gia que pro­pi­cia aumen­to na pro­du­ção e agre­ga valor ao pro­du­to final.

“É mui­to impor­tan­te que estes pro­du­to­res tenham tal incen­ti­vo, por­que assim é pos­sí­vel ter mais com­pe­ti­ti­vi­da­de no mercado.
Melho­ri­as no arma­ze­na­men­to, cole­ta e pro­du­ção geram qua­li­da­de e agre­gam valor”, dis­se ele, citan­do que outros 26 tanques
res­fri­a­do­res e 97 orde­nha­dei­ras serão entre­gues nes­te ano.

Rolar para cima