Melhoria genética em busca de eficiência - Digital Balde Branco

O mane­jo repro­du­ti­vo a par­tir da sele­ção genô­mi­ca den­tro de fazen­das tem melho­ra­do os resul­ta­dos gené­ti­cos e oti­mi­za­do o poten­ci­al pro­du­ti­vo do rebanho

Por Edson Lemos

Que a qua­li­da­de do reba­nho é fator deter­mi­nan­te para tor­nar a ati­vi­da­de lei­tei­ra efi­ci­en­te, to­dos sabem. E que a sele­ção de ani­mais sem­pre foi um cami­nho obri­ga­tó­rio para se alcan­çar tal pro­pó­si­to tam­bém. Hoje, novas ferra­mentas estão dis­po­ní­veis para auxi­li­ar a rea­li­za­ção de tal propósito.

Den­tre elas, se inclui a sele­ção genô­mi­ca, que cada vez mais ganha des­ta­que entre os pecu­a­ris­tas. Com a divul­ga­ção em 2009 do cha­ma­do ‘mapa do boi’, dan­do a conhe­cer os 22 mil genes dos bovi­nos, se alcan­çou um pro­ces­so de ava­li­a­ção e aprimora­mento do reba­nho de modo mui­to mais rápi­do e preciso.

Ver­da­dei­ro ‘pen­te fino’ das varia­ções gené­ti­cas no DNA do gado bovi­no, o geno­ma pos­si­bi­li­ta ao espe­ci­a­lis­ta em repro­du­ção e ao cri­a­dor saber o nome e ende­re­ço de genes res­pon­sá­veis por vida pro­du­ti­va, célu­las somá­ti­cas, úbe­re, per­nas, lei­te, gor­du­ra, pro­teí­na, saú­de… Com tudo isso nas mãos, o pro­du­tor de lei­te, por exem­plo, esco­lhe o que quer fazer, que tipo de gado quer ter.

Esse foi o cami­nho esco­lhi­do pelo cri­a­dor Adri­a­no Kiers, na Fazen­da Ma­riana, em Pon­ta Gros­sa-PR. À fren­te de uma pro­pri­e­da­de com 50 anos de sele­ção de gado Holan­dês, melhor cri­a­dor do Agro­lei­te 2012 e 2013, deten­tor de vári­as cam­peãs naci­o­nais, o cri­a­tó­rio detém cin­co dos 10 melho­res TPIs do País.

Lá, todo o reba­nho é regis­tra­do, com ani­mais man­ti­dos sob con­tro­le lei­tei­ro e clas­si­fi­ca­ção para tipo. Adria­no e a espo­sa Mari­za con­tam com a aju­da de sete fun­ci­o­ná­ri­os para pro­duzir 5.000 litros de leite/dia, com 160 vacas no lei­te, com média de 30 litros. Numa área total de 750 ha, tem espa­ço reser­va­do para o cul­ti­vo de milho, soja, fei­jão e trigo.

Leia a ínte­gra des­ta maté­ria na edi­ção Bal­de Bran­co 632, de junho 2017

Rolar para cima