Noite com as bezerras: Por que é preciso criar muito bem as bezerras? - Digital Balde Branco
revista-balde-branco-bezerras-01-ed682

Com a pesquisa, será possível enfrentar um grande problema da pecuária leiteira nacional, que é a perda de produção acarretada pelas condições locais de alta temperatura e umidade

BEZERRAS

Por que é preciso

criar muito bem as bezerras?

“Noites com as bezerras”, em três episódios, foi produzido para mostrar as melhores práticas e orientações para criar uma bezerra saudável e que se tornará uma vaca produtiva e longeva

Esse even­to onli­ne é cons­ti­tuí­do por nove temas, abor­da­dos pelos mais reno­ma­dos espe­ci­a­lis­tas em bezer­ras, além do depoi­men­to de cin­co pro­du­to­res que pri­mam pela cri­a­ção de suas bezer­ras. A pro­du­ção do even­to é uma par­ce­ria entre a revis­ta Bal­de Bran­co, do Ins­ti­tu­to de Zoo­tec­nia-SP e da Liga da Bezer­ra Lei­tei­ra, gru­po da FZMV-USP, de Piras­su­nun­ga (SP). O mate­ri­al está dis­po­ní­vel, com aces­so gra­tui­to, na TV Bal­de Branco.

Essa ini­ci­a­ti­va da revis­ta Bal­de Bran­co (www.baldebranco.com.br) e seus par­cei­ros se deu em fun­ção da gran­de rele­vân­cia do tema “como cri­ar bem as bezer­ras”, a fim de que elas se tor­nem, no futu­ro, as melho­res vacas pro­du­ti­vas do reba­nho. E, para isso, não impor­ta o por­te do pro­du­tor: peque­no, médio ou gran­de. O fun­da­men­tal é fazer bem fei­to, com zelo, cri­té­ri­os e o com­pro­mis­so com as boas prá­ti­cas na cri­a­ção das bezer­ras, aces­sí­veis a qual­quer pro­du­tor. Isso é um dos pila­res para a pro­fis­si­o­na­li­za­ção da pro­du­ção lei­tei­ra, que é o cami­nho mais segu­ro para se alcan­çar um pata­mar ele­va­do na ati­vi­da­de: ges­tão efi­ci­en­te, pro­du­ti­vi­da­de, óti­mo desem­pe­nho, qua­li­da­de do lei­te e rentabilidade.

Por que o pro­du­tor de lei­te deve cri­ar mui­to bem suas bezer­ras? Por mais que se tenha fala­do e divul­ga­do esse tema, sem­pre recor­ren­te na Bal­de Bran­co, o que se vê em mui­tas pro­pri­e­da­des é que isso nem sem­pre é fei­to com o cui­da­do que mere­ce. Sem­pre há uma falha aqui, outra aco­lá, seja por des­co­nhe­ci­men­to, capa­ci­ta­ção do tra­ta­dor, seja até mes­mo por negli­gên­cia. Resul­ta­do: cus­tos mai­o­res (devi­do a diver­sas doen­ças), desen­vol­vi­men­to insa­tis­fa­tó­rio do ani­mal em seus pri­mei­ros meses de vida, o que vai gerar uma novi­lha com atra­so na repro­du­ção e uma vaca menos pro­du­ti­va. Essa soma­tó­ria de fato­res resul­ta em bai­xa eficiência.

Qual­quer pro­du­tor de lei­te, com­pro­mis­sa­do com o melhor desem­pe­nho e ren­ta­bi­li­da­de de sua ati­vi­da­de, sabe o quan­to é impor­tan­te um mane­jo repro­du­ti­vo bem fei­to de suas vacas, des­de o momen­to cer­to da inse­mi­na­ção até a che­ga­da ao par­to. Só que esse pro­ces­so não para aí: con­ti­nua e se con­so­li­da no aca­sa­la­men­to da novi­lha na ida­de e no peso cer­tos, para que ela se tor­ne uma matriz pro­du­ti­va e lon­ge­va em seu rebanho.

Abai­xo, veja o pro­gra­ma de “Noi­te com as bezer­ras”, que está dis­po­ní­vel na TV Bal­de Bran­co, no Canal Bal­de Bran­co no Youtube.