Para enfrentar 2021, as palavras de ordem ainda são: gestão, produtividade e qualidade - Digital Balde Branco

CARTA AO LEITOR

Para enfrentar 2021, as palavras de ordem ainda são: 

gestão, produtividade e qualidade

São mui­tas as aná­li­ses e pro­je­ções dos espe­ci­a­lis­tas quan­to ao mer­ca­do do lei­te nes­te ano que se ini­cia, após um tumul­tu­a­do 2020. Em sua mai­or par­te, elas des­ta­cam como as osci­la­ções do ano pas­sa­do cau­sa­ram gran­de sus­to nos pro­du­to­res num no pri­mei­ro momen­to, mas depois veio aque­la série de aumen­tos no pre­ço, ele­van­do seu valor ao mai­or pata­mar his­tó­ri­co. Algo que não durou mui­to, pois come­ça­ram alguns recu­os e tam­bém o for­te aumen­to dos ingre­di­en­tes do con­cen­tra­do e de outros insu­mos para pecuá­ria lei­tei­ra. No fim das con­tas, o ano fechou, ape­sar de tudo, com ganhos reais para os pro­du­to­res, com leve melho­ria em sua mar­gem. Vale a res­sal­va de que alguns agen­tes da cadeia pro­du­ti­va mais afe­ta­dos pelo cli­ma ou pela rup­tu­ra em seus canais de ven­da cer­ta­men­te foram pre­ju­di­ca­dos, con­for­me mos­tra aná­li­se no Lei­te em Números.

Nes­ta edi­ção, a Bal­de Bran­co traz algu­mas impor­tan­tes aná­li­ses da cadeia pro­du­ti­va do lei­te, como o Balan­ço da CNA, as con­si­de­ra­ções sobre o mer­ca­do de lác­te­os fei­tas pelos espe­ci­a­lis­tas naci­o­nais e inter­na­ci­o­nais que par­ti­ci­pa­ram do Dairy Visi­on (vir­tu­al). E tam­bém, na seção Lei­te em Núme­ros, espe­ci­a­lis­tas da Embra­pa Gado de Lei­te fazem um balan­ço sobre o mer­ca­do do lei­te e algu­mas pro­je­ções para este ano.

De tudo o que se dis­se sobre o seg­men­to do lei­te, o que se con­clui é aqui­lo que a Bal­de sem­pre refor­ça: o úni­co cami­nho para o pro­du­tor enfren­tar e sobre­vi­ver às cri­ses é fazer bem fei­to. Ou seja, ges­tão oti­mi­za­da e um tra­ba­lho efi­ci­en­te em seu sis­te­ma de pro­du­ção, sem­pre de olho na pro­du­ti­vi­da­de, redu­ção de cus­tos e qua­li­da­de da matéria-prima.

E é isso que mos­tra­mos na maté­ria de capa, em que um casal de pro­du­to­res do Rio Gran­de do Sul, com pla­ne­ja­men­to e boa ges­tão, incre­men­tou sig­ni­fi­ca­ti­va­men­te seu negó­cio lei­te. E esse fazer bem fei­to tam­bém pas­sa pela repor­ta­gem sobre melho­ra­men­to gené­ti­co do Gir Lei­tei­ro e dos cui­da­dos com as vacas no Perío­do de Tran­si­ção. E final­men­te o exce­len­te exem­plo dos pro­du­to­res de quei­jo arte­sa­nal da Ser­ra da Canas­tra, que apren­de­ram mui­to com a cri­se da pan­de­mia, con­for­me con­ta nos­so entre­vis­ta­do João Car­los Lei­te, pre­si­den­te da Apro­can.

Boa Lei­tu­ra!

João Antô­nio dos Santos

Edi­tor

 

EXPE­DI­EN­TE

 

Edi­tor

João Antô­nio dos San­tos
editor@baldebranco.com.br

Repór­ter

Erick Hen­ri­que
reporter@baldebranco.com.br

Edi­ção de Arte

Casa da Arte
cdadesign.com.br

Cola­bo­ra­do­res

Denis Tei­xei­ra Rocha
Glau­co Rodri­gues Car­va­lho
João César de Resen­de
Leo­nil­do Stoc­kler
Lui­za Mahia
Natá­lia Gri­gol
Pau­lo do Car­mo Mar­tins
Pedro Arcu­ri
Rafa­el Ribei­ro
Vivi­an Fischer

Dire­to­ria Comercial

Mari­an­na Cor­rea
marianna.correa@terra.com.br
(11) 9–9975-6429

Repre­sen­tan­te comercial

Vivi­a­ne Rosa
comercial@baldebranco.com.br
(11) 99953–6952

Assi­na­tu­ras

Ales­san­dra Melo
alessandra.melo@baldebranco.com.br
(11) 99480 8631 (what­sapp)

Escri­tó­rio cen­tral
11 — 9.9480–8631 wattsapp

Coor­de­na­ção Administrativa

Cristhi­a­ne Melo
11- 9.9480–8631
11- 9.7028–5684

 

Edi­ção: 19.000 exemplares

Assi­na­tu­ra anu­al: R$ 140,00
Exem­plar atra­sa­do: R$ 14,00

Auto­ri­za­mos a repro­du­ção total ou par­ci­al de nos­sos arti­gos, des­de que men­ci­o­na­da a fonte.

Os con­cei­tos emi­ti­dos nos arti­gos assi­na­dos ou nos anún­ci­os de publi­ci­da­de são intei­ra­men­te de res­pon­sa­bi­li­da­de de seus auto­res, não tra­du­zin­do neces­sa­ri­a­men­te a opi­nião da revista.

Bal­de Bran­co é uma publi­ca­ção regis­tra­da no INPI — Ins­ti­tu­to Naci­o­nal de Pro­pri­e­da­de Indus­tri­al sob nº 006333770 de 106/86 e na Lei de Impren­sa (6º Ofí­cio) sob nº 20963 de 12.01.90.

Rolar para cima