balde branco

Expansão de área e aumento médio de produtividade devem aumentar em 24,3% a safra de grãos deste ano, segundo a Conab


A produção de grãos prevista para a safra 2016/17 atinge novo recorde e chega a 232 milhões de t, com um aumento de 24,3% ou 45,4 milhões de t frente às 186,6 milhões de t da safra passada. Trata-se da 8º estimativa da safra atual, divulgada no último dia 11 de maio, pela Conab-Companhia Nacional de Abastecimento.

O aumento se deve ao crescimento de área e às boas produtividades médias. A previsão é de ampliação de 3,5% na área total, podendo chegar a 60,4 milhões de ha, incluídas  as culturas de segunda e terceira safras. A soja deve ter um crescimento de 18,4% na produção, devendo atingir 113 milhões de t, com ampliação de 1,8% na área plantada, que pode chegar a 33,9 milhões de ha.

Já o milho total deve alcançar 92,8 milhões de t,  39,5% acima da safra 2015/2016. A previsão é de 30,2 milhões de t para a primeira safra e de 62,7 milhões para a segunda. A área total de milho deve ser de 17,2 milhões de ha, o que representa uma ampliação de 8,3%. Milho e soja correspondem a quase 90% dos grãos produzidos no país.

Sobre as  culturas de inverno, as projeções para esses cultivos indicam queda de 7,8% na área de trigo. A previsão é de que seja plantado 1,95 milhão de ha, contra 2,1 milhões de ha na safra passada. Com isso, a produção deve chegar a 5,2 milhões de t, uma redução de 22.3% frente às 6,7 milhões de t de 2016. As outras culturas de inverno (aveia, canola, centeio, cevada e triticale) também sofrem perda na produção, mesmo com alguns aumentos de área, como no caso da aveia e da cevada.

Abrir bate-papo
1
Escanear o código
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?