Regularização ambiental em áreas rurais - Digital Balde Branco

CURTAS

Regularização ambiental em áreas rurais 

O Pro­gra­ma de Regu­la­ri­za­ção Ambi­en­tal (PRA) foi cri­a­do por meio da lei 12.651, de 2012, com o intui­to de pos­si­bi­li­tar a regu­la­ri­za­ção ambi­en­tal em in­frações come­ti­das em Reser­va Legal e Áre­as de Pre­ser­va­ção Per­ma­nen­te. “Essa é uma impor­tan­te fer­ra­men­ta de regu­la­ri­za­ção ambi­en­tal, que tem por obje­ti­vo con­ci­li­ar a neces­si­da­de de con­ser­va­ção de vege­ta­ção nati­va na Reser­va Legal, manu­ten­ção e recom­po­si­ção de vege­ta­ção nati­va, nas Áre­as de Pre­ser­va­ção Per­ma­nen­te”, expli­ca Luí­za de Araú­jo Furi­at­ti (foto), mes­tre em Direi­to Ambi­en­tal e Sus­ten­ta­bi­li­da­de. Segun­do ela, a não-ade­são ao pro­gra­ma pode gerar manu­ten­ção das san­ções exis­ten­tes e irre­gu­la­ri­da­de ambi­en­tal. Assim como, fazen­do a ade­são, o pro­pri­e­tá­rio da área rural pode­rá ter sus­pen­sas as san­ções refe­ren­tes às infra­ções come­ti­das antes de 22 de julho de 2008, de acor­do com o que está defi­ni­do na lei. Por fim, é impor­tan­te lem­brar que, atu­al­men­te, o pra­zo para ade­são ao PRA se encer­ra em 31 de dezem­bro des­te ano, então é pre­ci­so cor­rer para apro­vei­tar os bene­fí­ci­os da lei.

TERAPIAS ALTERNATIVAS NA PRODUÇÃO E QUALIDADE DO LEITE SÃO ESTUDADAS NO IZ 

O Ins­ti­tu­to de Zoo­tec­nia (IZ-Apta), da Secre­ta­ria de Agri­cul­tu­ra e Abas­te­ci­men­to do Esta­do de São Pau­lo, entre­gou ao pro­du­tor e à soci­e­da­de tec­no­lo­gia que traz bene­fí­ci­os a toda cadeia pro­du­ti­va do lei­te. O webi­nar des­sa entre­ga tec­no­ló­gi­ca do IZ está dis­po­ní­vel no canal da Fun­dag no You­tu­be. A aber­tu­ra do webi­nar refe­re-se a “Tera­pi­as Alter­na­ti­vas para Melho­ria da Pro­du­ção e Qua­li­da­de do Lei­te” e con­tou com a par­ti­ci­pa­ção do dire­tor-geral do IZ, Enil­son Geral­do Ribei­ro, e o pes­qui­sa­dor João José A. Demar­chi, vice-dire­tor do Cen­tro de Pes­qui­sa de Bovi­nos Lei­tei­ros. Luiz Car­los Roma Jr, dire­tor do Cen­tro de Pes­qui­sa do Desen­vol­vi­men­to de Bovi­nos Lei­tei­ros do IZ, ini­ci­ou as pales­tras apre­sen­tan­do prin­cí­pi­os, ações e resul­ta­dos da linha de pes­qui­sa das tera­pi­as alter­na­ti­vas, além dos resul­ta­dos do pro­je­to Fapesp Fito­te­ra­pia e Con­tro­le de Mas­ti­te. Para Roma, “a bus­ca por qua­li­da­de deve ser sem­pre o foco e, nes­te caso, é pos­sí­vel tam­bém com a tera­pia alternativa”.

NÉLSON EDUARDO ZIEHLSDORFF É O NOVO PRESIDENTE DA ASBIA

O empre­sá­rio Nél­son Edu­ar­do Ziehls­dorff é o novo dire­tor- pre­si­den­te da Asso­ci­a­ção Bra­si­lei­ra de Inse­mi­na­ção Arti­fi­ci­al (Asbia). Após ter atu­a­do como dire­tor da enti­da­de nos últi­mos três man­da­tos, o admi­nis­tra­dor de empre­sas assu­miu a pos­se da pre­si­dên­cia duran­te uma assem­bleia rea­li­za­da de for­ma vir­tu­al. Pós-gra­du­a­do em Logís­ti­ca do Trans­por­te, Nel­son tam­bém é mem­bro da Asso­ci­a­ção dos Cri­a­do­res das Raças Jer­sey e Holan­dês no Cana­dá, dire­tor inter­na­ci­o­nal da Abra­lei­te (Asso­ci­a­ção Bra­si­lei­ra dos Pro­du­to­res de Lei­te) e dire­tor da Asso­ci­a­ção Cata­ri­nen­se de Cri­a­do­res de Ovi­nos (ACCO). Além dis­so, o novo pre­si­den­te da Asbia tam­bém é res­pon­sá­vel por uma hol­ding com­pos­ta por três empre­sas de refe­rên­cia na pecuá­ria naci­o­nal – Semex Bra­sil, Cen­tral Tai­ra­na e Cenat­te Embriões –, além de ser pro­pri­e­tá­rio da SRC Farms e SRC Cor­dei­ros Premium.

Sumário de touros Girolando incorpora 15 novas características ao melhoramento genético da raça

O Pro­gra­ma de Melho­ra­men­to Gené­ti­co da Raça Giro­lan­do (PMGG) lan­çou o seu mais recen­te sumá­rio de tou­ros com base no resul­ta­do do tes­te de pro­gê­nie. O docu­men­to incor­po­ra ao Pro­gra­ma 15 novas carac­te­rís­ti­cas que auxi­li­am pro­du­to­res de lei­te a esco­lher a melhor opção para pro­mo­ver o pro­gres­so gené­ti­co dos reba­nhos. Entre as novi­da­des, está a tole­rân­cia ao estres­se tér­mi­co (índi­ce de efi­ci­ên­cia tro­pi­cal), o que tor­na a raça Giro­lan­do a úni­ca no País a con­tar com essa carac­te­rís­ti­ca. O novo sumá­rio, que apre­sen­ta a lis­ta dos tou­ros com a melhor gené­ti­ca da raça, incor­po­ra os seguin­tes itens: — Índi­ce de pro­du­ção; — Índi­ce de per­sis­tên­cia na lac­ta­ção; — Índi­ce de repro­du­ção: perío­do de ges­ta­ção; — Índi­ce de faci­li­da­de de par­to: peso ao nas­cer; — Com­pos­to do sis­te­ma mamá­rio: inser­ção de úbe­re ante­ri­or, altu­ra de úbe­re ante­ri­or, lar­gu­ra de úbe­re pos­te­ri­or, liga­men­to cen­tral, com­pri­men­to de tetos e colo­ca­ção de tetos; — Com­pos­to de sis­te­ma loco­mo­tor: per­nas vis­tas por trás, per­nas vis­ta late­ral, ângu­lo de cas­co e mem­bros ante­ri­o­res. Desen­vol­vi­do pela Asso­ci­a­ção Bra­si­lei­ra dos Cri­a­do­res de Giro­lan­do (Giro­lan­do) em par­ce­ria com a Embra­pa Gado de Lei­te, o sumá­rio tem como obje­ti­vo faci­li­tar a toma­da de deci­são dos criadores.