Sindilat discute financiamentos e linhas de crédito - Digital Balde Branco

A fim de bus­car cami­nhos para aumen­tar a com­pe­ti­ti­vi­da­de da cadeia láctea,

o Sin­di­lat-Sin­di­ca­to das Indús­tri­as dos Lati­cí­ni­os do Rio Gran­de do Sul reu­niu-se na sede do BRDE-Ban­do Regi­o­nal de Desen­vol­vi­men­to do Extre­mo Sul, em Por­to Ale­gre-RS, no dia 14 de feve­rei­ro, com repre­sen­tan­tes de empre­sas de con­sul­to­ria espe­ci­a­li­za­das em desen­vol­vi­men­to ambi­en­tal para deba­ter finan­ci­a­men­tos e linhas de cré­di­to para com­pra de maqui­ná­ri­os para pro­du­to­res de lei­te do Estado.

O pre­si­den­te do Sin­di­lat, Ale­xan­dre Guer­ra, e o secre­tá­rio exe­cu­ti­vo, Dar­lan Palha­ri­ni, apre­sen­ta­ram dados da pro­du­ção gaú­cha, des­ta­can­do a posi­ção e o cres­ci­men­to do setor lác­teo no Esta­do nos últi­mos anos. Guer­ra afir­mou que ações de sus­ten­ta­bi­li­da­de ambi­en­tal são fun­da­men­tais para man­ter o equi­lí­brio no meio rural, e que o Sin­di­lat pro­je­ta estu­dar esse assun­to. “O sin­di­ca­to está sem­pre atu­an­te em bus­ca de novas alter­na­ti­vas e pro­je­tos que tor­nem o agro­ne­gó­cio uma ati­vi­da­de mais lucra­ti­va e sus­ten­tá­vel para todos os elos da cadeia”, disse.

Rolar para cima